Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEU HOMEM

Sei que às vezes extrapolo,
Grito,chingo e choro...
Mas creia não ser nada pessoal,
Sou eu nos meus dias de baixo astral...
Não sou um modelo de virtudes,
Mas não quero magoá-lo com minhas atitudes...
Se pareço tantas vezes distante,
É por puro medo que a felicidade não passe de um instante...
Da vida apanhei demais,
E de novamente amar não me sentia capaz...
Eis que me surge você...
E de maneira implícita me fez compreender
Que o amor sempre esteve em mim
E mesmo à revelia meu coração lhe disse sim...
Por tanto tempo estive adormecida,
Aguardando por você pessoa querida,
Hoje dono de meu corpo e de minha alma...
Homem fervoroso e pecaminoso...
Homem capaz e voraz...
Homem compreensivo e incisivo...
Homem da paz e de paz...
Hoje não sou mais uma qualquer,
De agora em diante sou tua mulher...
Estamos unidos para o que der e vier...
Hoje te faço uma declaração solene...
Não importa o quanto vai durar
Meu amor por ti é perene,
Não importando a maneira de amar...
LoucaporPoesia
Enviado por LoucaporPoesia em 29/11/2007
Reeditado em 30/11/2007
Código do texto: T758505

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (LoucaporPoesia). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
LoucaporPoesia
Casimiro de Abreu - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
524 textos (105074 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 06:45)
LoucaporPoesia