Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESTOU PEDINDO





ESTOU PEDINDO PARA QUE FIQUE COMIGO,
POIS HOJE É DOMINGO,
POIS HOJE, ESTOU SOZINHO,
MINHA VIDA ESTÁ TÃO PERDIDA,
ANDO PERDIDO E NADA ESTOU SENDO,
IMAGINO UM AMOR,
OU ALGO QUE ME DEIXE CONTENTE,
OLHO PARA VOCE, EXPOSTA EM MINHA VIDA,
SINTO A DOR, CRAVADA EM MINHA MENTE,
A DOR DO AMOR, ME MATA AS VEZES,
A DOR DO AMOR É A DOR QUE MATA A GENTE,
BELA E SOLITÁRIA COMO EU,
ANJO PROTEGIDO POR UM PEDAÇO DE PAPÉL,
OS TEUS OLHOS QUE TANTO ME DIZEM,
AS TUAS MÃOS QUE A CIGANA NÃO LEU,
O QUE SERÁ QUE PENSAS NESSA HORA,
SERÁ QUE SOFRE AGORA COMO EU?
QUERO DIZER QUE EU TE AMO MUITO,
E QUE , EM VIDAS PASSADAS, EU TAMBEM TE AMEI,
SE CHORAS AÍ DO OUTRO LADO,
AQUI EM MEU QUARTO, EU TAMBEM CHOREI,
E SEM NINGUEM PRA ME OUVIR,
TORNEI-ME ASSIM,
FRUTO DO ESQUECIMENTO DO AMOR,
RAZÃO PARA SABER QUEM EU SOU,
A DOR QUE VAGA NO AMANHECER,
SERÁ QUE UM DIA, VOU TER VOCE?

POETASP
Enviado por POETASP em 30/11/2007
Código do texto: T758682

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETASP
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
354 textos (17655 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 16:56)
POETASP