Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cheiro da Chuva

Quero você intensamente, nesta noite quente,
Às vezes minha solidão me deixa assim frágil,
Estou precisando de ar, preciso da arte da felicidade,
Preciso amar, de uma forma intensa e verdadeira,
Durmo e sinto sendo beijado pela sua boca macia,
Sentir de verdade, sua fragilidade, sua liberdade,
No bater das asas de uma borboleta vermelha,
Que se espelha na imagem, de uma deusa esculpida,
Que despida, me deixa com sede de amar e soltar,
O grito que guardo, e que trago em meu coração,
No qual a razão mistura-se com minha emoção,
Sinto o cheiro da chuva, adoraria me refrescar,
Com você embaixo de gotas de prata, que nos mata,
De vontade de que este momento nunca mais acabe,
Vamos matar nossa sede de amar que nos faz lembrar,
Que nesta vida, temos que aproveitar cada segundo,
Eu te proponho com ousadia, e te dou meu corpo,
Somente para você, e aproveite e leve meu coração,
E olhe para dentro de mim, e veras sua imagem,
Delineada e tatuada, com seu lindo rosto sorrindo
Edwaldo Mendes Filho
Enviado por Edwaldo Mendes Filho em 24/11/2005
Código do texto: T75881
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edwaldo Mendes Filho
Guarulhos - São Paulo - Brasil
735 textos (31329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:50)
Edwaldo Mendes Filho