Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM AMOR CHAMADO MEU

Ele era simples gota de vida que se fecundou em sua essência
Era sinfonia lírica que esvoaçava e que pousou em suas cordas
Era uma difícil construção que tomou forma em sua paciência
Ele era um visitante improvável a quem você abriu as portas!

Ele era uma chuva fina a quem você tornou inundação
Era uma luz de vela que se tornou o sol do meio dia
Era um admirador do céu, hoje, em você, constelação
Ele era um sorriso tímido, que agora é a mais pura alegria!

Ele era um lutador inútil, que perdia sempre pra si mesmo
Era a palavra duvidosa, que já não cria no seu próprio crer
Era fogo em palha molhada, era a viagem que me levava a esmo
Ele era minha triste vaidade e o que por outra jamais conseguiria ser!

Ele era o que pensava ter sido e que se descobriu de fato
Era um espinho perigoso, que num bouquet de emoções se transformou
Era meu escrito sem letras e que fazia de mim um esquecido hiato
Ele era uma sensação sem título, que agora se chama Amor!
Reinaldo Ribeiro
Enviado por Reinaldo Ribeiro em 30/11/2007
Reeditado em 02/01/2012
Código do texto: T759119

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Reinaldo Ribeiro
São Luís - Maranhão - Brasil
1975 textos (151004 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 04:00)
Reinaldo Ribeiro