Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESTOU SÓ

ESTOU SÓ
Olavo - 10/08/96

Amanheceu, meu cérebro queimava em pensamentos,
Estava só, mais a sua imagem estava tão  presente ao meu  lado,
que eu chegara a sentir o seu perfume suave e inebriante,
a me torturar, como se você ali estivesse.

Levantei, sentei a borda da cama pensativo ainda,
abri bem  meus olhos, e vi que era somente ilusão,
nada havia, senão sua imagem  contida em  meu subconsciente.

Naquele instante, resolvi que devia procurá-la,
tentar novo dialogo, esclarecer aquilo que ficou,
em pendência no ultimo dia  que nos vimos e  conversamos
e que sem duvida não poderia continuar dessa forma.

Fui ao seu  encontro, após um novo contato,
ambos estávamos cheio de amor prá dar.
Tudo ficou acertado, agora só resta “amar” e “amar”.





ANGUSTIADO
Olavo – 05/11/96

As lágrimas teimam em rolar pela minha face,
são as lembranças de nosso passado, não muito distante,
onde, o amor falava mais alto.

De repente sentimos que algo nos impedia,
de viver esse amor, interferências que não contávamos,
arrastou-nos para a finalização sem deixar sequer
opções para tentarmos a reconciliação.

Mais tudo bem, a vida é assim mesmo, prega-nos peças
que não esperamos, deixando-nos com saudade e angustia
de ter amado alguém, um dia, e não ser correspondido.
Olavito
Enviado por Olavito em 30/11/2007
Código do texto: T759788

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Olavito
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 65 anos
583 textos (40371 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 00:54)
Olavito