Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sou verso, para me entregar

Mulher, como eu te amo!
Ouve, teu nome eu chamo.
Sente, por ti eu clamo.
Olha como me inflamo.

Mulher, como eu te quero!
A vida inteira te espero.
Como santa, te venero.
Em agrados me esmero.

Mulher, como te desejo!
Estar contigo é o que almejo.
Mostrando-te amor sobejo,
A viola sempre harpejo.

Sou água a te encharcar,
Sou terra a te sustentar,
Sou o fogo a te queimar,
Sou vento a te brincar.

Mas, acima de tudo,
Sou verso, para me entregar...
Júlio Marques
Enviado por Júlio Marques em 02/12/2007
Reeditado em 13/11/2012
Código do texto: T761367
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júlio Marques
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil, 63 anos
88 textos (10998 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 05:38)
Júlio Marques