Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESTRELA-MOR

Durante o dia vê-se o sol,
Grandiosa estrela da manhã,
Descortinando-se no arrebol,
Em substituto à sua irmã.

Pela manhã escondem-se as luzes,
Que provinham das estrelas,
Encobertas por densos capuzes,
Com esperanças de tornar vê-las.

Ainda cedo sente-se a mornidão
Da esbelta estrela luminosa,
Quão distante sua extensão,
Para imperar de forma majestosa.

Pela tarde mais próximo se torna,
Pois eleva a sua temperatura,
E quando de noite que ele contorna,
Mais se observa a sua frescura.

Durante a noite o céu se enche,
De grandiosos e distantes pontos,
A luz que o azul então preenche,
Mais frágil que do sol os encantos.

Ainda de madrugada vê-se a cor,
Que o conjunto de luz espalha,
Eleva os seres na busca do amor,
Porque ele os ama, não os atrapalha.

1.983
JOSE LINS
Enviado por JOSE LINS em 02/12/2007
Código do texto: T761586
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOSE LINS
Lins - São Paulo - Brasil, 61 anos
499 textos (31451 leituras)
26 áudios (1987 audições)
4 e-livros (114 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 04:15)
JOSE LINS