Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Imprescindível

Sem ti, haja procurar sentido.
Sinto que assenta algo em minha mente,
pensamentos em momentos vãos.
Vão-se bons tempos. A têmpera
evocando momentos ruins.
 
Sinto que ressinto de minha pouca habilidade.
Há mil possibilidades, mas só uma existe sem ti.
Há um mundo descortinado, mas só tu o sabes encenar,
de modo que a cena do mundo, sem ti, é falta.

Não sei estar sem que estejas.
Não sei ser sem que te veja.
Não sei saber sem te consultar.
Não sei olhar sem tua vista.
Não sei amar senão você.

Meu pouco zelo ou pouco tato,
e tu cuidas em meu embaraço,
e tu cuidas em meu erro.
Ponderas, mostras. Já sabes de mim,
insano, injusto, inábil, incauto, inamistoso.
Eu, sem ti, sou intempestivo.
Falta a leveza,
falta-me...
Arpejo
Enviado por Arpejo em 03/12/2007
Código do texto: T763789

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor w o link para o site "www.sitedoautor.net"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Arpejo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 39 anos
83 textos (3544 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 15:19)
Arpejo