Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VEREDAS DO AMOR:


Veredas do amor:


Um porto...
Uma esperança.
Onde ancorar meu amor.
Foi tudo que pedi a vida.
Ter alguém no fim de tarde,
A me esperar no portão.
Para espantar, a solidão.
Fazer...
Com que, minha vida tenha sentido.
Que meus sentimentos
Não venha, um dia a se perder.
Por veredas de dor!
Enfim...
Meu porto encontrei.
Na minha esperança, tive.
Meu sonho realizado.
Hoje tenho alguém, no fim de tarde.
A me esperar no portão.
Para me conduzir, pela mão.
Pelas veredas do amor!





Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 26/11/2005
Código do texto: T76395
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147462 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:54)
Volnei Rijo Braga