Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RECAÍDAS

Não volte ainda,
as veias sangram,
as feridas, abertas,
não cicatrizaram totalmente.

Não! não! não!
Não volte,ainda
minha linda!
É cedo,
eu te peço.

Confesso:
Tenho medo,
preciso de mais um tempo
para lhe tirar do pensamento.

Não volte por favor,
eu te suplico.
Fique onde está
e, se possível,
não escreva uma linha sequer
para mim.

Me ajude, me dando um tempo,
faça assim mulher!
Não quero recaídas
e nem as mereço.
Elas costumam
ser piores que as próprias doenças.

Não quero me apaixonar de novo!
Não te esqueça,
que num curto espaço de tempo,
você me levou ao céu,
ao purgatório
e também ao inferno.

Precisei de todos os anjos
do paraíso para me ajudarem
e ainda de três marias
para me salvar.
Agora estou bem assim,
mas custei pra sair de lá.

E não quero voltar, querida.
Ainda estou chamuscado,
feito uma fera ferida.
Espere um pouco mais
isso vai passar.

Ainda não estou preparado
para te receber
do modo que tem que ser.

Não volte,
espere um pouco mais,
primeiro,
deixe que eu me cure de você,
por favor!

Não volte ainda não,
meu amor!

(11-2007)                                         Revisão: Vera Sarres
                                             (verasarres.revisao@yahoo.com.br)
                                                               
joão joão
Enviado por joão joão em 04/12/2007
Reeditado em 29/01/2008
Código do texto: T765053

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
joão joão
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
281 textos (16628 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 14:00)
joão joão