Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor sincero



Tempestades de areia cegaram os olhos
daquela a quem eu mais queria ver.
Já não a vejo, ela não me enxerga.
Não percebe o quanto o orgulho enverga
e com o tempo deixa de ser...

Ela sabe o quanto tivemos,
na realidade de nossos momentos.
Partida, sua ida não leva
o peso de seus esquecimentos.

Recolho-me em prece olhando o vazio.
Sua ausência perturba, remete-me ao frio.

Indiferenças não aquecem um coração solitário.
Distâncias enternecem um viver secundário.

Mas insisto que ela saiba o quanto a quero.
Faço versos amorosos de um amor sincero...


POETA VIRTUAL
Enviado por POETA VIRTUAL em 05/12/2007
Reeditado em 30/04/2013
Código do texto: T766052
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETA VIRTUAL
Rabat - Rabat-Salé-Zemmour-Zaër - Marrocos
450 textos (28421 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 00:32)
POETA VIRTUAL