Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NADA SERÁ COMO ANTES



E ASSIM, VOCE SE FOI,
RESTOU PRA MIM, UMA CAMA VAZIA,
UMA LÁGRIMA CAÍDA, A LEMBRANÇA ,
VIVER SEM TI, NÃO SABERIA,
COM CHORO CALADO DE UMA CRIANÇA,
EU SIMPLESMENTE ESTOU AQUI.
E ASSIM, VOCE FOI EMBORA,
NÃO PUDE SABER MOTIVOS,
APENAS VI TEU VULTO SUMINDO,
PARADO, DA MINHA JANELA.
E ME RESTOU O SILENCIO,
O VENTO, UM TEMPO PARA PENSAR,
EM TUDO O QUE FOMOS,
E TUDO O QUE SOU,
PEDAÇOS CAÍDOS DE SENTIMENTOS,
DAQUILO QUE  EU PENSAVA,
 E JULGAVA SER  AMOR.
HOJE, ANDO PELA SALA,
REVESTIDA DE SOLIDÃO,
NOSSO JARDIM NÃO TEM MAIS FLORES,
A MINHA VIDA, EM TUAS MÃOS,
DESORIENTADO E CEGO, BUSCO,
PALAVRAS, NOS LÁBIOS DO AMOR,
MAS VEJO QUE TUDO JÁ SE ACABOU,
TUDO, TOMOU OUTRA FORMA,
TUDO , VOCE FOI EMBORA,
TUDO, PERDI MEU AMOR.


POETASP
Enviado por POETASP em 06/12/2007
Código do texto: T766909

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETASP
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
354 textos (17583 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 23:06)
POETASP