Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR DE ASSASSINA (1.14)


Sonetos de Malume.


Somente tu tens, loucuras de assédio,
Em quatro paredes, me explodes num prédio,
Vejo neste amor, o horto da cruz,
Paixão do calvário, do amor que seduz!

Teu corpo me inflama, carinho repleno!
É água que bebo, morfina, veneno!
Somente tu tens as mãos que fascinam,
No teu caminhar, flores de glicínia!

Contigo me perco, na vida e na morte,
Gozar deste amor, não há melhor sorte,
Tu és meu sereno, cheiro de menina!

Eu sempre te encontro, no Sul e no Norte,
Na luz do teu brilho, me deste amor forte,
Recebe meu corpo, me mata assassina!



Direitos autorais reservados.

Malume
Enviado por Malume em 26/11/2005
Código do texto: T76696
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16867 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:29)
Malume