Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quer ser escravo?

Então sinta o cheiro da mulher,
No momento em que ela lhe quer.

Deixe que ela percorra seus caminhos,
Não tenha medo, entregue-se aos seus carinhos.

Tato, muito tato, ao lhe molhar com calma,
Sua saliva, doce veneno! Irá até sua alma.

Lábios macios passeiam pelo seu recanto,
Voce se entrega a tanto encanto.

É agora um menino, no colo da amada.
Só quer sentir-se dentro daquela tão desejada!

É agora um escravo, mas também o senhor.
Pois a mulher, como louca, lhe suplicará o ato de amor.
Mel L Frankust
Enviado por Mel L Frankust em 06/12/2007
Código do texto: T767859

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mel L Frankust
Goiânia - Goiás - Brasil
749 textos (34699 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 12:03)
Mel L Frankust