Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sós

Névoas esparsas escondem meu querer
Destilam mel da dor que me maltrata,
Desprezo, é o perigo que me afagas,
Ilusão dos apaixonados dás vida às mágoas.
Fere meu coração e minha alma mata,
Atenua vilmente, todo o meu sofrer.

Mas como podemos ter certeza do nada
Mal sabemos que somos finitos...
Tudo parece tão estranho…
De uma frieza sem tamanho…
Teus sentimentos não são mais bonitos
Não és mais minha doce fada.

Talvez não possamos sentir nosso amor
Não nos vemos em nossos corações
Temos medo de sentir
Não podemos mais partir
Somos dominados por doces emoções
E juntos não sentimos dor.

Juntos perdemos o juízo
Só que nunca estamos juntos
Sempre estamos sós
Tornamo-nos seres imundos
Expulsos do paraíso

Não nos prendamos em tolices mais
Sejamos como o orvalho na rosa
De uma beleza e candura angelical
De uma força eterna magistral
Viraremos nossas vidas em verso e prosa
E nos faremos, enfim, imortais.
Profeta dos Sonhos
Enviado por Profeta dos Sonhos em 07/12/2007
Código do texto: T768892

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Profeta dos Sonhos
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 41 anos
65 textos (3151 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 20:08)
Profeta dos Sonhos