Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOCE ENLEVO

Naqueles montes distantes,
Nessas manhãs ofuscantes,
Quero ver meu corpo,
Adormecido no teu conforto;
Quero despertar contigo,
Para ter teu amor amigo.

Para ver o sol no mar,
E ter coragem de te abraçar.

Sorrir sem amargura na alma,
E contemplar-te com calma;
Na quietude de uma vida,
Sem preconceitos e sem despedida.
Nas belas noites onde
Com calma a lua se esconde.

E na madrugada de inverno sofrido,
Quero ter refúgio no teu peito amigo.

E naqueles morros ondulantes,
Fizeste os dias mais triunfantes;
Para agasalhar-me nos teus braços,
E sufocar-me nos teus abraços.
Fazer do teu suspiro, uma canção,
Que traduza todo amor do teu coração.

Mais puro que a tua imagem, o teu viver,
A tua vida, os teus sonhos, o teu ser.

E desses teus olhos aflitos,
Acordar-te com os meus gritos.
Que na agonia, acaricias meu rosto,
E dessa manhã sentir o leve gosto,
Do doce e suave aroma matinal,
Que nos envolveu nesse momento angelical.

Mas, suave como teu morno hálito,
Mais brando que teu rosto pálido.

Depois teus braços cansados,
Caíram para o lado separados.
Tiveram fim os momentos de amor,
Do peito aliviado, explodiu um forte clamor;
Que acaba no desejo adormecido,
E na breve harmonia de um sono merecido.

Entre cochilos e a face serena,
Fizemos a vida mais amena.

Década de 70.
Ouça o àudio.
JOSE LINS
Enviado por JOSE LINS em 07/12/2007
Reeditado em 07/12/2007
Código do texto: T768990
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Áudio
DOCE ENLEVO - JOSE LINS
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOSE LINS
Lins - São Paulo - Brasil, 61 anos
499 textos (31382 leituras)
26 áudios (1987 audições)
4 e-livros (114 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 10:10)
JOSE LINS