Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MAR DE AMOR:


Mar de amor:

Apenas...
Amor eu procurava.
Foi assim que um dia.
Divididos nos encontramos
Éramos, dois barcos a deriva.
Perdidos nas águas revoltas.
De um mar de angustias
Procurávamos a segurança
De um porto, onde pudéssemos.
Ancorar, nossas vidas...
Fugir daquela tempestade.
De solidão, que se abatia sobre nós.
Nos tornando, errantes e solitários.
Marinheiros buscando amor.
E foi assim que naquele dia.
No mesmo porto, nós ancoramos.
Duas mãos se estenderam.
Um, ao outro ajudou.
Sem necessidade de falar.
Não éramos mais...
Dois marinheiros, perdidos.
Agora navegávamos, por águas calmas.
Num só barco, neste mar de amor.





Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 29/11/2005
Código do texto: T78027
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147472 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:06)
Volnei Rijo Braga