Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Como é doce o som da sua voz,
que vindo como ondas,
rompe tempos e espaços,
vindo pousar em meu ouvido,
como um pássaro em seu ninho,
a lançar o seu trinado!
E o som que emites,
vem adocicado,
cada palavra, cada interjeição e cada silaba,
que me falas em tom pausado,
vem recostar-se em meu peito,
escorregando de meu ouvido!
E me aporta no peito, então...
E me pega com a respiração ofegante,
ante a sua voz que me fala de amor e paixão!
Como é bom o romper do silêncio,
em que me envolvia a solidão!
Essa voz, esse som,
embala meu coração com ternura!
Creio em tudo o que me falas,
creio mais quando olho em teus olhos,
e em tuas retinas vejo refletir a minha cara!
Como é doce o som da sua voz,
que toca o ouvido agora!

29/11/2005
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 29/11/2005
Código do texto: T78603
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edvaldo Rosa www.sacpaixao.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Edvaldo Rosa
São Paulo - São Paulo - Brasil, 55 anos
1727 textos (173726 leituras)
23 áudios (10645 audições)
35 e-livros (8978 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:34)
Edvaldo Rosa

Site do Escritor