Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONDENADO POR AMAR



      SEU JUIZ, CAROS JURADOS,

      SE AMAR FOI MEU CRIME,

      ME CONDENEM POR AMOR,

      SEI,SOU O MAIOR CULPADO,

      NADA, NADA ME EXIME.

      E TU MEU NOBRE ADVOGADO,

      NÃO NECESSITO DEFESA,

      POIS EU TENHO A CERTEZA,

      QUE  SE ESTE AMOR FOI UM CRIME,

      PERANTE A LEI NADA REDIME

      ESTA MÁXIMA CONDENAÇÃO,

      MEU AMOR NÃO TEM PERDÃO.
           


       

     
Maurélio Machado
Enviado por Maurélio Machado em 05/12/2005
Reeditado em 05/12/2005
Código do texto: T81288
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Maurélio Machado
São Bento do Sul - Santa Catarina - Brasil
7707 textos (1651855 leituras)
2 áudios (1128 audições)
88 e-livros (6116 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:43)
Maurélio Machado