Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO A TARDE CAIR...

QUANDO A TARDE CAIR....


Quero olhar ao crepúsculo e saber o que o dia me proporcionou
Sentir que pude comunicar todo o bem possível
Que fui sincero mesmo nos pontos mais difíceis!
Que sofri somente por motivos reais
Que não chorei em vão e nem sorri mediocremente
Também preciso lembrar que não esqueci de demonstrar todo o afeto...
Que as pessoas que realmente amo puderam sentir isso quando comigo estiveram
Que não fui enganado por não acreditar em mim mesmo
Nem que enganei a outrem, fingindo que o acreditava.
Quero olhar as primeiras estrelas despontarem e saber que não neguei minha luz a ninguém.
Que tenho sido autentico a ponto de puder dizer um não, de afirmar que ainda não sei se for o caso...
Sim, que mesmo assim gostaria de puder ajudar e não simplesmente omitir-me.
Não deixar escapar as possibilidades de fazer alguém se sentir melhor
De arrancar um sorriso ou de dizer uma palavra de animo!
Ah! Como seria bom imaginar que alguém encontrou algum sentido porque eu me calei para ouvi-lo
Que o meu dia por mais difícil que tenha sido, pode ter facilitado algo para alguém..
E se errei mais do que acertei, que ainda há tempo de corrigir ou de recuperar o que não foi conquistado.

Luciano Costa
Luciano Costa
Enviado por Luciano Costa em 09/12/2005
Código do texto: T83132
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luciano Costa
São josé do Seridó - Rio Grande do Norte - Brasil, 38 anos
640 textos (82444 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 01:57)
Luciano Costa