Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lenda da Fada Encantada

 
 
 
Lenda da Fada Encantada
 
Sao lagrimas amargas derramadas na solidão

De cruel destino ter sido coroada

Ser um ser encantado

E morrer de encantos

Ter que chorar meu pranto

Ao toque das doze badaladas .


Destino cruel me amaldiçoou a existência

Ter que viver em contrição

A chorar os meus ais na solidão dessa gruta

Nos passos que guiam o destino

Por esses caminhos que me conduzem a “Pena” .


Nesse lugar encantado onde lamento o meu destino

De ser tão pequenino

Viver sem a tua fascinação

Querer e não ter-te

Amar e não ver-te.


A verter as mesmas lagrimas por meu coração

Sentada nessa pedra do caminho

Tento me livrar dos espinhos

Pranteando a minha solidão .
 
Wanda Ayala
Enviado por Wanda Ayala em 09/12/2005
Código do texto: T83142

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Wanda Ayala-www.recantodasletras,.uol.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Wanda Ayala
Portugal
425 textos (36703 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:36)
Wanda Ayala