Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NINHO DE AMOR:


Ninho de amor:


Hoje, apenas, queria que a saudades.
Não fosse assim, tão grande e doída.
Que as lembranças não fossem tantas
Pra m’alma, não viver triste e sofrida.

Eu queria ter a alegria de um novo dia.
A felicidade de uma nova manhã de sol.
Para, aquecer meu coração, hoje triste.
Onde, a infelicidade fez, a sua moradia.

Nas minhas madrugadas, apenas tenho.
A solidão, em que eu vivo, e, o silencio.
Do meu quarto, onde, choro minha dor.

E a saudades, da mulher que um dia se foi.
Sem esperanças, de um dia, ve-la voltar.
A ocupar este quarto, nosso ninho de amor!

 






Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 10/12/2005
Código do texto: T83921
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147466 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:18)
Volnei Rijo Braga