Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



MORRENDO DO PRAZER



Inexplicável sentir de mãos que percorrem um corpo lentamente
Desvendando caminhos que ele próprio desconhece
Como mapa de tesouro, vai seguindo, percorrendo as trilhas que levam à saciedade suprema
Como a luz que dirige o náufrago à vida, suaves mãos conduzem o corpo ao imenso prazer do sentir amor
Derramam bênçãos de sentimentos mágicos sobre lençóis de céu
Duas vidas, num instante fazem-se una – conjunção carnal-, de onde a alma não fica oculta
Manifesta-se na felicidade sentida...Dá para morrer nesta hora
E morrendo do prazer, render-se a tudo o que te liga ao ser amado
Quero morrer, morrer de amor, morrer de prazer e ressuscitar cada dia mais, a fim de viver muito, muito mais amor!!!

Denise Severgnini


Morrer do prazer é bom! Eu quero morrer assim. Sopro de vida me destes, o caminho escolho eu. Deste-me o livre arbítrio, MORRO DO PRAZER meu!!!
01/08/2005 20h15 –
Beijos poéticos morrendo do prazer,DETH HAAK


Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 11/12/2005
Reeditado em 23/07/2010
Código do texto: T84500

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.

Áudio
MORRENDO DO PRAZER - Denise Severgnini
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916761 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:46)
Denise Severgnini