Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEFINITIVO

Quando à hora derradeira chegar,
quero muito te ver ao meu lado,
para te olhar e dizer:
Que valeu o perfume das rosas,
o azul do céu, a brisa do mar
e todas as vezes,
que me vi serenamente a amar.


Valeu viver e conviver no universo.
Sonhando um sonho livre,
no processo de tudo que existe.
E que bendita fora à hora,
em que o meu ser de poesias
reencontrou você na forma de sentimento,
com toda a sua maestria!


Se possível, peço uma chuva sagrada,
mas, que o sol também possa aparecer.
Porém, antes quero te olhar e dizer:
O quanto fui feliz,
amando tão intensamente: Você!


Não deixe ninguém ficar triste
e se quiseres podes cantar alguma melodia,
ou recitar qualquer uma de minhas poesias...
Mais não se esqueça, que amar você,
foi e continuará sendo a minha maior alegria!


Ao sentir saudades,
releia cartas... escritos...
Pense também, na grandeza infinita do amor.
Ouça a sua canções preferida,
eu estarei pacientemente lhe esperando,
para te amar novamente,
na próxima e tão desejada: Vida!
       

       
Fim desta, Cristina Maria O. S. S. - Akeza.
Akeza
Enviado por Akeza em 12/12/2005
Reeditado em 12/03/2015
Código do texto: T84726
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Akeza
Canavieiras - Bahia - Brasil, 55 anos
2367 textos (403240 leituras)
59 áudios (108006 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:59)
Akeza