Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VÍTIMA DA DESILUSÃO



Senda árdega que percorre esta minha vida,
Sempre no anelo de a felicidade conquistar;
Por que a dor de uma existência estarrecida,
Neste orbe areado que tanto me faz chorar?!

Ah! Se pudesse estaria ao Teu lado, Acestor!
Oferendar-Te-ia a minha vida como oblação,
Neste vale de lágrimas, neste mundo de dor;
Tu és para mim a primeira e única  salvação.

Sei que o meu ser foi marcado pelo dissabor,
Amores fracassados! Quantos! Tudo em vão!
Hoje sou desafeto, ontem o confrade adjutor.

Esta é a minha láurea de enleada aceitação,
De que me serviu a vida na busca do amor!
Vítima deste fadário, império da desilusão.

Riva. 055
Rivadávia Leite
Enviado por Rivadávia Leite em 15/12/2005
Código do texto: T86231
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rivadávia Leite
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil
222 textos (4405 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 05:54)
Rivadávia Leite