Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

todo

4
«
deixa que um beijo saia
da ponta dos meus dedos
para acariciar teu corpo
»
assim começando onde
ando a desejar-te toda

onda do meu mastro!...

5
como um barco navego
no casco deste desejo
onde vogo para longe

seguindo as estrelas
no prazer da noite

onde sonho o sonho...

6
olhando o horizonte
a vir como um verso
avançando na folha

como uma onda vem
mergulhar na praia

eu, ondulo ondulação!


{uma série pode continuar até ao infinito, todo até ao fundo... Se for infinita e assim seja "encanto teu canto", do qual esta série se faz conti_nu_idade! O ponto de partida "todo", uma poesia do Assim: título e primeiro terceto, no poema "4" desta nova série. O erotismo latente... não procura criar "um texto erótico", dá a navegar..., a enxárcia e demais apetrechos na verga do dizer que procura traduzir o sentir poético em todas as suas dimensões; sem realçar nenhuma em particular quando todas tem de estar no "todo", com Amor, disse}
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 16/12/2005
Código do texto: T86765
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310493 leituras)
37 áudios (39566 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:10)
Francisco Coimbra