Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alucinação

Alucinação
Sou poeta inquieto
Embaralho a emoção
Misturo com tesão
o ódio e o amor
a saudade e a paixão
a amizade e o rancor
a tristeza e a solidão
São tantos os sentimentos
que convivem com o poeta
razão dessa eterna inquietude
Por isso jorram poemas
em todos os momentos
Como uma alucinação
Explodindo meu coração
 
Marly Caldas
Enviado por Marly Caldas em 30/03/2005
Código do texto: T8680
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marly Caldas
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 77 anos
513 textos (27638 leituras)
2 e-livros (311 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:33)
Marly Caldas