Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0542 - Longe, muito longe


 
Procurei a lua, tentei seus segredos e não encontrei calor,
passei por todas as suas fases,
pedi um favor ao céu, uma ajuda, não vi nenhum deus,
o frio estava dentro e fora do meu corpo.
 
Estou indo longe demais sem amor, já não tenho trilhas,
não posso mais continuar a ser alguém assim,
voltei por alguma estrela que sonhei,
noite passada não estava em mim, voei com minha alma.
 
Longe, muito longe onde se encontra o amor,
não consigo falar da saudade, não a minha,
quero ouvir nem que seja uma promessa, tocar,
até encontrar o calor igual que deixou em mim.
 
Mais uma vez amanheceu inverno no meu corpo,
sei que horas são, é verão noutros amantes,
o beijo vem acompanhado do dia maior que o sonho,
meu verão está longe, tão longe como a lua que sonhei!
 
Preciso voltar a dormir, explicar ao meu corpo porque dói,
meu medo se esconde entre a pele e a vontade de viver,
preciso reconhecer meu caminho, encontrar as portas abertas,
talvez um dia volte pela mesma estrada, um dia é muito longe...
 
21/12/2005

Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 21/12/2005
Código do texto: T88916
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116250 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:45)
Caio Lucas