Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0543 - Falando de amor


 
Antes de tudo confesso que te amo:
um amor diferente, forte, puro amor mesmo;
ganhamos em carinho, esqueci os fracassos,
voltei a amar sem medo, sem pedir ou implorar.
 
Lastimo o tempo que perdi entre um e outro amor,
meu destino foi traçado há anos, muitos mesmo,
desde então venho à procura de um amor marcado,
meus sentidos te caçam, procuram sempre, para sempre.
 
Se a vida passou, ainda tenho tempo de não mais me perder,
não nos perderemos, até então, te amo,
nada além de uma relação normal que atrasou o tempo,
então voltaremos ao começo de tudo, séculos se precisar!
 
Ontem falei de amor, um amor diferente de antes...
Como explicar um amor que vive em mim?
Nasceu metade comigo, metade em você,
não deixe se perder, não agora, não a alma.
 
Hoje sou teu amigo, amor, amante e companheiro,
temos o mesmo corpo, dividindo a mesma alma,
desde então voltamos a séculos, a milênios...
Encontramos no outro o amor que cabe dentro do peito.
 
22/12/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 22/12/2005
Código do texto: T89277
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116249 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:22)
Caio Lucas