Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Clímax Poético

Sem culpas a metafísica
O eu e o tu estão tombados
no histórico de um patrimônio.
Feito pele e sem pecado

E os versos se acoplam.
Cruzam-se. Caleidoscópio.
Mutações de rimas cálidas
esboçando nudez dos corpos

E a boca morde a metáfora
enquanto suores táteis
explicitam unhas sangrentas.
Frêmitos líricos ecoam fáceis

Mudez tônica, respiração frágil
Abraços de letras tão somente exaurem
E finda a linha que tremulava tênue
Clímax poético, gozo inigualável.

Dora Leal
Enviado por Dora Leal em 26/12/2004
Código do texto: T926

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dôra Leal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dora Leal
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
501 textos (25314 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/16 10:55)
Dora Leal