Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POESIA INACABADA

Hoje ainda não choveu
E as violetas desabrocham em azul
Cintilante é o toque das palavras
Tocando no profundo desconhecido
Teu ser em desalento
As pupilas pesadas
Com sonolento piscar falseado
Vão perdendo as forças pouco a pouco
Num rico desajeitado
Impérfido olhar mareado
Horas vão no compasso lento
Puxando uma carruagem enfeitiçada
Contando estórias sentidas
Na sua passagem gostosamente louca
Árvores que se debruçam na brisa fria
Momentos puros ficam para trás
Onde não há o intenso prazer
Tão certo como tentar desenrolar
O fio que aperta seu peito
Até um dia encontrar
Dias  sem chuva.


Julio Alves Filho
Enviado por Julio Alves Filho em 07/01/2006
Código do texto: T95689

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Julio Alves Filho). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Julio Alves Filho
São Paulo - São Paulo - Brasil, 53 anos
233 textos (13516 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:42)
Julio Alves Filho