Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Deixei meu perfume...

A beira do riacho, meu pensamento vaga entre a correnteza, o ar fresco da mata, refrigério para minha alma, no cantar dos pássaros elevo meu murmúrio ao longe e ninguém responde.

Ecoa ao vento  o grito da minha saudade, o perfume das flores do campo, a terra vermelha, o balanço dos trigais, já não vejo mais, apenas o meu pensamento corre atrás da nostalgia.

Atraso o relógio do tempo, por um momento e cristalizo meus sentimentos, ainda sinto o gosto de hortelã, o cheiro adocicado das macieiras, pitangueiras pipocadas de frutas vermelhas.

Deixei meu perfume vagar entre campos que ficaram para trás, colhi flores de laranjeiras e adornei os cabelos longos, nos olhos rios de lágrimas perdidas no infinito.

Ouço o cantarolar de cantigas de roda, vestes esvoaçastes, sorrisos de meninas, calcei as sapatilhas, na leveza do gesto, menina-mulher descobrindo a vida, diante do espelho.

A fragrância transvasou no ar, o tempo não consegue apagar, vou tecendo memórias...



Escrito em 14.11.2005.
Por Águida Hettwer

 
Águida Hettwer
Enviado por Águida Hettwer em 07/01/2006
Código do texto: T95821

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Águida Hettwer
Sapiranga - Rio Grande do Sul - Brasil, 42 anos
1260 textos (116516 leituras)
15 áudios (2140 audições)
6 e-livros (2257 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:14)
Águida Hettwer

Site do Escritor