Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Metade ( Osvaldo Montenegro)

Que a força do medo que tenho não impeça ver o que anceio.
Que a morte de tudo que acredito não me tapes os ouvidos e a boca.
Porque metade de mim é o que eu Grito mais a outra metade é o Silêncio.
Que a música que ouço ao longe, seja linda ainda que tristeza.
Que o homem que eu amo seja sempre amado, mesmo que distante.
Porque metade de mim é partida, e a outra metade é saudade.
Que as palavras que eu falo, não sejam ouvidas como prece, nem com fervor,apenas repetidas...
Como a música que resta a um homem inundado de sentimentos.
Porque metade de mim é o que ouço,mas a outra metade é o que calo.
Que essa minha vontade de ir embora se transforme na calma e paz que eu mereço .
E que essa tensão que me corroe por dentro seja um dia recompensada.
Porque metade de mim é o que eu penso e a outra metade, e o vulcão.
Que o medo da solidão se afaste e que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável.
Que o espelho reflita em meu rosto,um doce sorriso que eu me lembro ter dado na infância
Porque metade de mim é a lembrança do que fui,e a outra metade eu não sei
Que não seja preciso mais do uma simples alegria,pra me fazer aquietar o espírito.
E o teu silêncio me fale cada vez mais.
Porque metade de mim é o abrigo,mais a outra metade é o cansaço
Que a arte nos aponte uma resposta,mesmo que ela não saiba.
Que ninguém a tente complicar,porque é preciso simplicidade para fazê-la florescer.
Porque metade de mim é platéia,e a outra metade é canção.
E que a minha loucura seja perdoada,porque metade de mim é o Amor,e a outra metade,também!


METADE///Poema que retrata o muito de nós, e a mim sempre é parte integral de meu ser!

Cláudia/15/01/2006
lindamulher
Enviado por lindamulher em 16/01/2006
Reeditado em 17/04/2006
Código do texto: T99681
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cláudia Aparecida Franco de Oliveira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lindamulher
Itirapina - São Paulo - Brasil, 57 anos
1582 textos (129618 leituras)
3 áudios (322 audições)
4 e-livros (303 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:58)
lindamulher