Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ODE

Cante uma ode
Aos pássaros que voam livres
As plantas que nunca morrem
A arruaça dos meninos da vila.

Cante uma ode
No tempo e no espaço
Nas brincadeiras rudes
Nas rodas das meninas da vila.

Cante uma ode
De um tempo tão lindo
De viver impassível
Das paqueras das garotas da vila.

Cante uma ode
Com amor delinqüente
Com a rosa que desabrocha
Com a fantasia dos rapazes da vila.
Julio Alves Filho
Enviado por Julio Alves Filho em 17/01/2006
Código do texto: T99927

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Julio Alves Filho). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Julio Alves Filho
São Paulo - São Paulo - Brasil, 53 anos
233 textos (13516 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:27)
Julio Alves Filho