Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DIÁLOGO

Hoje nada fiz a não ser
dialogar em pensamentos,
e as primeiras palavras foram
dirigidas à você, naturalmente.
Vivendo nesse tempo imaginário
acariciei teus cabelos,
teus lábios foram beijados,
teus olhos presenciaram tudo
e eu o senhor daqueles segundos.
Segundos contendo incertezas bem presentes,
saudades tal qual a segundos de um ser errante.

Onde foi que errei,
e depois o que fiz, será que amei, que lutei?

Meu coração diz que sim e conclama
em altos brados,
mas..., por que não fui amado?

Qual  foi a razão
desse estado de solidão
de estar só na multidão?

Onde você se encontra,
por que tornou-se o motivo
de tantos momentos tristes,
de tantos desesperos na louca procura,
por que empurou-me para a amargura?

Quais são os carinhos que recebe,
as palavras que ouve são iguais as minhas,
em que braços você se esconde?
Em teus desejos será que procura
ou é procurada,você está sendo amada como foi por mim?

Minha alma te chama,
ela chora lágrimas sentidas,
já não suporta a lembrança
da despedida sem razão,
daquele frio momento e sem sentido,
enfim, penúria de um solitário coração.

Visite.
http://www.recantodasletras.com.br/autores/wilsonocarvalho












Wil
Enviado por Wil em 17/01/2006
Código do texto: T99987
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2613 textos (84522 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:49)
Wil