Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENCANTOS

Nota do Autor: Poema dedicado a Helia (Lisa)Correia.

Trazes a serenidade dos que amam com doçura
A voz alimentada pelo olhar risonho
Que num sonho a loucura pode levar
A sensatez da brisa em noite de luar
Sob um simples casebre destelhado
Que um dia a chuva há de amparar.

Trazes a vaidade da felicidade
Sob o “chão de estrelas” reluzentes
Onde a gente pode ser sempre feliz
Sobre a cabeça olhares de serpentes
Que de repente podem nos martirizar.

Ah, como o poeta queria voltar ao passado
E embaixo de tua janela fazer serenata
No seu cavalo alado cavalgar, ir além do infinito
E viver à simplicidade da paixão encantada.

Puderas, meu Deus! só nesta paz navegar
E por entre multidões sossegado caminhar
Sem o desejo de o sonho materializar
Ser simples como a borboleta e o jovem
E nas asas da ilusão sempre poder voar, voar...

Trazes na voz aveludada o canto do sabiá
Que gorjea e desperta da solidão
O amor para disseminar o mundo
Que na Terra nunca há de faltar.

R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 27/03/2006
Reeditado em 31/03/2006
Código do texto: T129125
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3128 textos (79566 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 07:10)
R J Cardoso