Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LÁGRIMA PARTIDA – Regina Lyra

Para PoetAmigA Malu,

Parto e digo que parto...
Não convences o trato.
Desconfio do barato...
Das pseudo-estrelas,
Navegarem num céu
De poeira...
Cinza tenebroso...

Parto e digo que parto...
O céu azul da poesia
Chora pelo dia,
Partida poesia...

Parto e digo que parto...
Não tens por que partir
Não tens por que omitir,
O direito da partida!

A partida é a chegada,
A chegada celebrada...

Parto e digo que parto...
Vás a contragosto,
Dos poetas, dos amigos,
Da folha em branco,
Do que deixou de levar contigo...


Vás procurar a felicidade
Em outro lugar...
Mas levas contigo a certeza,
Da conquista, dos corações...
Pela tua sensatez
Equilíbrio e poesia.


Vás,
Mas não digas adeus.
Até breve,
- o encontro já se deu!

O que antes era macio,
Pesado ficou...
Lanço o desafio!
Já viram tantos,
Subirem e caírem
Como pombos,
Em dia de caçada,
Certamente sobreviverá,
Ao despeito subliminar...


Carinhosamente, Regina Lyra

João pessoa-Paraíba-Brasil
Ponto mais Oriental das Américas
28 de março de 2006
Regina Lyra
Enviado por Regina Lyra em 29/03/2006
Reeditado em 09/01/2007
Código do texto: T130310
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Regina Lyra
João Pessoa - Paraíba - Brasil
418 textos (13680 leituras)
1 e-livros (85 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:19)
Regina Lyra