Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A PARTIDA - Regina Lyra (A memória do poeta popular Caixa D'Água )

Nessa noite solitária
Caixa D'Água morreu!
Noite que o fez adormecer
Nos braços de Morfeu...

Noite que o fez encontrar-se
Com a mãe que escutava,
“Minha mãe se abruma”.

Caixa D'Água faleceu,
Descansou em paz,
Junto aos poetas de rua,
Populares poetas!

Habitam na certa
Junto aos anjos da poesia,
Que assumiram a beca da Academia.

******

PoetAmigos,

Apresento uma pequena homenagem em versos ao poeta Popular Caixa D'Água, como era conhecido. Poeta que transitava nas ruas de João Pessoa, pelos bares noturnos, restaurantes... A declamar! Sempre vestido com um terno branco, surrado pelo tempo. Então chegava um outro de presente. Figura simples e singela. Conseguiu persistir ao tempo, mas o tempo chegou, o tempo findou... Deus o tenha!

Regina Lyra
Regina Lyra
Enviado por Regina Lyra em 03/04/2006
Reeditado em 03/04/2006
Código do texto: T132815
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Regina Lyra
João Pessoa - Paraíba - Brasil
418 textos (13678 leituras)
1 e-livros (85 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:50)
Regina Lyra