Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alguns Versos à Velhice


As várias rugas da face, o passo devagar, os cabelos brancos,
São alguns dos símbolos característicos do fim da nossa vida,
Indicativos de que a idade avançara, não há volta, não há saída,
Estado natural que acomete a todos: sejam inimigos ou que amamos.

Impressionante como a fragilidade se apodera do corpo,
Surgem as doenças da terceira idade: as artrites, as artroses,
Aparecem as fraquezas, as tonturas, as anemias e as escolioses,
A velhice tem eficácia, logo, impedi-la é apenas perda de esforço.

Porém, existem também as vantagens como a experiência,
O corpo torna-se mais manso e mais cheio de sabedoria,
Ensinando-nos a evitar o sofrimento e aumentar a nossa alegria,
Os mais jovens devem procurar essa inestimável convivência,
A fim de aprenderem a valorizar mais o conteúdo do que a aparência.

Existe maior satisfação do que admirar a velhice?
Ela é a prova mais evidente de que somos algo transitório,
Um ser que nasce, cresce, envelhece e, inevitavelmente, morre.
Portanto, devemos deixar algo de nós que não seja ilusório
Para a nossa prole: nossos queridos filhos, netos, bisnetos...
E, certamente, a nossa herança deve ser o Amor integral e sucessório.




Todos os Direitos Reservados pelo Autor.
Fábio Pacheco
Enviado por Fábio Pacheco em 15/06/2006
Reeditado em 15/06/2006
Código do texto: T176094
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fábio Pacheco
Recife - Pernambuco - Brasil
1095 textos (55931 leituras)
10 áudios (233 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:20)
Fábio Pacheco