Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



Por amor...

Silenciei...

Quando murchou no vaso a pétala
Na frieza da mão que a tocou,
Sangrava o enraizar que resvala
Na dor, ao apregoar o que odiou...

Abalei...

Quando na gusa afiada, ao ser extirpada!
Os ideais dum amor que a flor calou.
O vigeu premo, no desvelar da amada,
Condoídos picos na presteza que a ceifou...

Deplorei...

Não ser a mais bela, qual incrédula,
Amolgada nas mãos que á cultivou.
Nos rasos poéticos a flor amarela
No pranto, execrando a quem amou...

Indultei...

Quando entre seus dedos ao lobrigá-la,
Afagou-a umedecida, o que se revelou
No carpir insano, o que do amor revela.
Esputando em ávido alento o que adorou...

“A Poetisa dos Ventos”
Deth Haak
19/6/2006 


Isnpirado no "Por Amor" da ZUCA, respondendo ao comentário feito em meu texto "Anseio da Pétala" Minha inspiração é movida a comentários!
Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 20/06/2006
Reeditado em 20/06/2006
Código do texto: T178938
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65374 leituras)
50 áudios (9723 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:41)
Deth Haak