Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A meu pai morto


Subjugado, largado, onde está meu pai?
Aquela figura que sempre vi
Em toda minha vida
Por que cargas d'água você teve

Que partir, para onde tu foste?
Agora a terra lhe devora
E eu não posso te defender
A imaginação me cobre, pois não posso mais te {ver
O caixão está fechando
O coração está palpitando
Meus olhos colocam-se a chorar

A urna maldita está te levando
Para um lugar, que eu não sei onde está
Nem se um dia vou te encontrar
Ton Dourado
Enviado por Ton Dourado em 02/07/2006
Código do texto: T186088
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ton Dourado
Samambaia - Distrito Federal - Brasil
80 textos (2628 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:38)
Ton Dourado