Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao amor que nunca existiu

Coloquei os olhos em ti
Achei-te bela e insinuante
Já que eu sabia me amavas
Porque não aproveitar-me?

Como um troféu levantei-te ao céu
Fazendo-te sentir amada
Mas na verdade nunca te amei
Dentro de mim existia nada

Por fim acabei te magoando
Quando outra em seu lugar coloquei
Mas teu sofrimento nunca me tocou
E a te pisar continuei

Queria saber de ti
Como estás e o que faz
Mas pelo jeito é tarde
Tarde até demais...

Nunca daquilo me arrependi
Pois a vida corre como um rio
Não tenho como atrás voltar
Por um amor que nunca existiu



(esta é a resposta do canalha rs - vide texto "Seu Canalha!")
FATIMA AFONSO
Enviado por FATIMA AFONSO em 31/07/2006
Reeditado em 24/10/2008
Código do texto: T206080

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
FATIMA AFONSO
São Paulo - São Paulo - Brasil, 37 anos
61 textos (35919 leituras)
1 e-livros (277 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:57)
FATIMA AFONSO