Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ira

Ira, de cólera vira sorte
e carinho brando,
Si não existisse não saberia dizer
quem com o mesmo amor poderia vir
e completar a vida de quem a viu:
nascer, crescer, jogar, falar, sorrir e amar...

Mulher, que a mais antiga e rica cantiga
não lhe explicaria quem é,
como que eu com o meu canteiro
posso lhe alcançar.

Dizer que a sombra foge de você
é pingar no mar;
luz da bonança,
tênue criança
a sorrir e a chorar.
Enquanto o tempo afasta a tempestade
sua vida se faz tenaz
do sonho a bondade
da idade até nascer
de novo e mais...
Roberto Maty
Enviado por Roberto Maty em 01/08/2006
Reeditado em 18/01/2013
Código do texto: T206834
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Roberto Maty) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Roberto Maty
São Paulo - São Paulo - Brasil, 30 anos
99 textos (3792 leituras)
1 e-livros (61 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:25)
Roberto Maty