Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O AMOR À PÁTRIA (O Amor que Mata)

O AMOR À PÁTRIA
(O Amor que Mata)

Por Rosa R. Regis
Natal/RN - 2002

Dedicado ao meu Professor Primário:
    Severino Purifica Maciel

Em Quarenta e Cinco, bem jovem,
Pela Pátria é convocado
Para enfrentar o inimigo,
Não seu mas do aliado.

Parte, deixando a família,
Com o coração na mão,
Mas, para sua alegria,
Não havia mais guerra, não.

O Cessar Fogo ocorrera
Logo após o desembarque
Da Armada Brasileira
Que vem pronta pro ataque.

Estão livres!... E felizes!
Por não terem que matar
A outros homens, que dizem:
“teriam que exterminar”.

E ele, que fora aceito
Na jovem armada daqui
Do Nordeste, satisfeito
Volta por ninguém ferir.

E torna-se professor,
Dos bons! Pois tem vocação.
Ensinando com amor,
Vontade e dedicação.

Com a Quarta Série Primária,
Hoje, do Fundamental,
Leciona a Quinta Série.
Prepara pro Ginasial.

Faz Cursos – se aperfeiçoa,
Num esforço fenomenal!
Mostrando, assim, que tem bom
Preparo profissional.

E assim vive feliz
Com a família e a profissão
Que exerce – como ele diz:
“com prazer no coração!”

Até que um dia recebe
Uma carta especial.
E aí já residia
Na Capital – em Natal.

A carta diz que ele vai,
Finalmente, receber
O que a Nação lhe deve
E que ele fez por merecer.

Isso o deixa bem feliz,
Como à família, também.
Porém o que mais lhe diz
É a satisfação que tem

De poder participar
Do Desfile Militar
Que sempre ocorre. E será
Mês de Setembro que vem.

E foi em Sete de Setembro
De Setenta e Um ou Setenta,
Que ele se paramenta
Feliz por ir desfilar.

E a emoção é tamanha!
E tão grande a satisfação!
Que o sufoca. E o coração
Não consegue segurar.

                 ...
E o querido Professor
Que me faz lembrar Montanhas
Com saudade, com amor,
Tomado pela emoção
Cai, de pronto, ali no chão.

                   -
É a Guerra de Quarenta e Cinco
Que, finalmente, o pegou.
Atingiu-lhe o coração

Não pela dor de uma bala
Porém pelo grande amor
Pela Pátria – Solo querido,
Que, para si, o tomou.

Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 07/08/2006
Código do texto: T210812
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Regis
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 67 anos
383 textos (153818 leituras)
1 e-livros (8 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:21)
Rosa Regis

Site do Escritor