Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A ESTRELA DA PEQUENA CACHOEIRA

A ESTRELA DA  PEQUENA CACHOEIRA

O sol surgiu por inteiro,
fulgurantemente brilhou,
mensageiro cósmico, anunciando ao mundo,
que num pedacinho desse Brasil trigueiro,
em tempos idos, nasceu uma estrela faceira,
pra iluminar o céu da nordestina Cachoeira;

Houve festa na encantada floresta,
no canto da passarada, o rio se fez mais belo, sorriu
e de alegria o manso regato perdeu seu recato,
no ar a dança livre das borboletas,
delirava o pequeno beija-flor, beijando lírios se violetas,
enquanto a cachoeira enfeitada
deslizava dengosa água pura, cristalina
pra receber a candura daquela menina.

Então naquele rincão de luta, fé e paixão,
germinava, vicejava no espírito daquela criança
a indomável força da resistência, bravura,
e na mistura da valentia com ternura
a flor desabrochou, floriu a mulher altaneira,
cuja sábia mestra com paciência ensinou.

Correu mundo afora,
abriu caminhos, venceu desafios com persistência e amor,
hoje solta seu brado de guerreira,
sua voz ressoa neste chão, ecoa na terra,
sobe montanhas, serras e matas,
corre nas águas, vento, mar e cascatas;
A paz é seu lema, bandeira,
contudo, não queira sentir sua revolta,
se o punhal da traição lhe ferir,
não! Não tema, é vara que não estremece,
não foge da demanda,
o inimigo no fogo padece,
pagando pra ver quem manda.

Do nada tudo pode acontecer, agora ou depois,
o certo é que faz do tempo sua hora, sem demora,
na cabeça os preceitos de Nanã,
Senhora da vida e da morte,
com as bênçãos de Oxum e Iansã,
nas mãos os mistérios do jogo da esperança e sorte.

Sua luz clareou muitos horizontes por aí,
já reluz pra mim e pra você também,
a nuvem escura que um dia pairou na vida,
feito nevoeiro da incerteza, amargura, desdém,
se foi no vento brando da esperança
com fé, seguindo a linha,
desatando as amarras, os nós,
ressurge no rastro a confiança perdida,
redescoberta na energia dessa mulher,
NEINHA, Mãe de todos nós!
Axé!!

ANDRADE JORGE
Homenagem à Mãe Neinha de Juquitiba/SP., que tem nos amparado em muitos momentos difíceis da vida.

ANDRADE JORGE
Enviado por ANDRADE JORGE em 11/08/2006
Código do texto: T213957
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ANDRADE JORGE
Jundiaí - São Paulo - Brasil
1027 textos (90006 leituras)
26 áudios (1819 audições)
2 e-livros (330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:03)
ANDRADE JORGE