Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alma de mulher insandescida
Que nuvens negras
apontam quem tu és,
E ficas no silêncio sem nexo
Grite teu canto mulher!

Alma louca ou vazia
És tu mulher que vives de fantasia?
Se fantasias são teus dias
Por que dizes que és tão vazia,
Que tua vida ás vezes não tem cor
Que tuas rimas são dramas e tragédias
De amor!?

Tu não te cansas
Da monotônia que te inebria
Mas encontras vida em uma tela
Onde passas teus dias!

Ah! mulher...
Saia e repare no pedreiro de braços fortes
Repare no carpinteiro de mão cuidadosas
Olhe o bombeiro de corpo perfeito
E apegue o fogo do teu desejo!

A realidade é gostosa
E ela te espera,
És puta mulher por querer prazer...
Não, não és!
És apenas uma mulher de desejos secretos
Que tem medo de se satisfazer
Em um corpo verdadeiro de um homem qualquer!


MoneCarmo
Enviado por MoneCarmo em 25/08/2006
Código do texto: T225020
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Direitos autorais à Simone Teixeira do Carmo) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MoneCarmo
Belém - Pará - Brasil, 37 anos
2129 textos (292220 leituras)
72 áudios (9225 audições)
4 e-livros (1039 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/02/17 14:53)
MoneCarmo

Site do Escritor