Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CLÁUDIA silvestre

Misturai,
um grande número de vitrais
bem coloridos,
de preferência
com pinturas rupestres.

Uma enorme dose de fadas madrinhas
de onde saem as meninas prendadas.

Um cesto de morangos silvestres,
muito doces,mas também muito agrestes.

Acrescentai um pouco de fermento,
deixai essa mistura ao relento,
e ao amanhecer,
vereis a Cláudia nascer.

Porque a Cláudia
é boa mas não é pateta,
ama a utopia mas não é poeta.

Porque a Claudia
é forte sem ser musculada,
é independente sem ser isolada.
Ama a liberdade sem ser libertina,
é mulher fazendo-se pequenina.

Porque a Cláudia

é a consciência do Pai,
a muleta da Mãe,
a mãe dos irmãos.
a ama dos amigos

Porque a Cláudia
é boa,
é forte,
é independente,
é inteligente,

vale a pena ser o Pai da Cláudia.
Olho por cima do ombro
dos pais
que não tendo uma Cláudia
não sabem o que é ser Pai...

da Cláudia.
Manuel Paulo
Enviado por Manuel Paulo em 25/08/2006
Código do texto: T225296
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Manuel Paulo
Portugal
29 textos (688 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:46)
Manuel Paulo