Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mar Revolto

"Em tuas palvras suaves ou não
Aprendo a navegar em mares calmos
Tenho forças para seguir na tempestade
Há momentos que nos enfrentamos
Há pequenos surtos os quais nos abraçamos

Estremeço fora das paredes ao ver-te
Pois, tenho em ti uma pintura paterna
lembro dos conflitos como um flerte
Do ombro amigo nas brigas maternas"

"Caro filho que germina na escola
Em dias de sol e chuva
Compartilhamos cenas da vida
Vejo-te crescer e surpreender
Por mais que doa, não esquecerei de você

Com afinidades ou não, zelo teus passos
Pois, serás aluno! Confidente, quem sabe?
Trajo-me de sapatos por um tempo
mas, tu te guias livre
Nas fotografias lembras de minha parte"

Somos oceano, hora agitado, hora descansado
Quando nos avistamos, num breve silêncio
Nos saudamos e voltamos ao passado
Como pai e filho, amigo ou inimigo
Mas, não esquecemos das manhãs e tardes...
Humberto Amorim
Enviado por Humberto Amorim em 31/08/2006
Código do texto: T229657

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Humberto Amorim
Euclides da Cunha - Bahia - Brasil
55 textos (1923 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:13)
Humberto Amorim