Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Para Maria Goreti Andrade Carneiro Dias

(Para uma poetisa desaparecida)

Tua bela e aperolada silhueta,
tão suave e fresca quanto
um luar-azul, orvalhado e despido,
desnuda-me os envoltórios
da alma, revela-me equilíbrios
de outros apreciáveis destelhos
e o formoso e homérico renascer
de antigas quimeras douradas
soluçadas ao balanço
de eternidades desmemoradas.

Será de mármore a aporcelanada
alvura do teu leitoso vestido?
Ah, Afrodite das Palavras,
deusa dos olhos desconhecidos,
é teu Olimpo que assim reverbera
onde ora distam ávidos ouvidos...

Nascente aberta de
purezas jamais aparadas,
por favor perpetue
este amado enigma tão meu,
penetrante mistério tão teu,
que majestade mais invelada
e maior que este lhano anelo
de querer com teu mesmo querer,
eu sei - agora perplexamente sei -
talvez apenas palidamente existirá...
ErlKoenigKunstler
Enviado por ErlKoenigKunstler em 04/09/2006
Reeditado em 18/11/2007
Código do texto: T232147

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Carlos do Carmo Guimarães, www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ErlKoenigKunstler
Santo André - São Paulo - Brasil
74 textos (3066 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:19)
ErlKoenigKunstler