Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Central do Brasil

Lá vem o trem, tremendo nos dormentes,
Vem pilhado de gente, chegando na central,
Numa uma poesia, que se torna eminente,
Na palavra do poeta, que chega ao ponto final...
~
Lá vem o trem, tremendo nos dormentes,
Bem na hora do rush, num sufoco total,
Vem cruzando aos bairros fluminenses,
É central subúrbio, é subúrbio central...
~
Lá vem o trem, e sobre eles os surfistas,
Nas ondas elétricas, desafiando a morte,
Pensando que sua imagem se decemplicas,
Aos olhos de quem os acham apenas com sorte...
~
Tem conexão em Deodoro, pra chegar em Japeri
E no balanço, dorme quem teve sorte de sentar,
Pois o caminho é longo, pra que for até Paracambi,
Mas quem vai em pé, também pode sonhar...
~
E sonha de segunda a segunda, e lá vai o trem,
E ele vai lotado, vai apertado, vai quente,
É noite e dia, é dia e noite, é vai e vem,
Mas segue tremendo em seus dormentes...

Marco Ramos
Marco Ramos
Enviado por Marco Ramos em 09/06/2005
Código do texto: T23329
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Ramos
Salvador - Bahia - Brasil, 47 anos
242 textos (16659 leituras)
5 áudios (355 audições)
3 e-livros (406 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:06)
Marco Ramos